Experiência do Biobanco do Hospital de Câncer de Barretos na pesquisa translacional em oncologia

  • Ana Oliveira da Rocha
  • Ana Carolina Neuber
  • Cássio Hoft Tostes
  • Marcia Maria Chiquitelli Marques Hospital de Cancer de Barretos/FACISB
Palavras-chave: Biobanco, amostras biológicas criopreservadas, oncologia, pesquisa translacional

Resumo

Introdução: O Biobanco do Hospital de Câncer de Barretos (BB-HCB) foi fundado em 2006, diante da necessidade de criar um acervo de amostras biológicas humanas normais e tumorais com finalidade de pesquisa. Biobanco é uma coleção organizada de material biológico e informações associadas, coletadas e armazenadas de acordo com padrões técnico, éticos e operacionais, sem finalidade comercial, sob responsabilidade e gestão institucional. A existência desta coleção permite desenvolvimento da pesquisa translacional, especialmente em oncologia, permite maior acesso as características moleculares de pacientes e indivíduos sem câncer. Objetivo: Dessa forma, este estudo teve como objetivo caracterizar o acervo de material biológico humano do BB-HCB e demonstrar a importância de um fluxo de trabalho organizado no que tange o consentimento informado adequado dos participantes, transporte, processamento, armazenamento e gerenciamento de amostras biológicas. Resultados: Atualmente, o BB-HCB é um dos maiores BioBancos da América Latina contendo um acervo de amostras humanas normais e tumorais armazenadas. Apesar dos inúmeros desafios, o acervo de amostras mostra um constante e expressivo aumento ao longo dos anos fazendo com que o BB-HCB esteja inserido em projetos e consórcios tanto nacionais quanto internacionais permitindo assim participação do HCB na pesquisa translacional em oncologia no Brasil e no mundo. Conclusão: A experiência do BB-HCB quanto ao consentimento livre e esclarecido bem como a coleta, processamento, armazenamento e gerenciamento de amostras biológicas mostra a importância de se estabelecer um processo organizado para que a qualidade seja garantida permitindo assim o desenvolvimento de pesquisas nacionais e internacionais na área.

Publicado
2019-12-20
Seção
Ciências Biológicas

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##